RSS

Arquivo da tag: cultura japonesa

A lenda da borboleta branca

Image

Existe uma lenda japonesa, muito bonita e tocante, a respeito de borboleta branca, que muitos consideram como fato ocorrido em tempos antigos no Japão.

Conta a lenda que um ancião chamado Takahama vivia em uma casinha atrás do cemitério de Sozanji.  Ele era uma pessoa extremamente gentil e, de modo geral, gostava de seus vizinhos, embora muitos deles o considerassem um tanto maluco.

Sua maluquice, ao que parece, provinha do fato de nunca ter casado e tão pouco demostrado desejo de relacionamento íntimo com uma mulher. No mais, o ancião era solícito com todos, “um ser de extrema bondade”, que levava uma vida simples e honesta.

Certo dia de verão, o ancião adoeceu gravemente e pediu para chamar a cunhada e o sobrinho, que tudo fizeram para ajudá-lo em seus últimos momentos.

Enquanto sua pequena família o assistia, Takahama adormeceu. Nem bem isso ocorreu, uma borboleta branca entrou no quarto e pousou em seu travesseiro. O jovem sobrinho tentou espantá-la com um leque, mas por três vezes ela voltou como se não quisesse deixar o enfermo ancião.

Por fim, o sobrinho de Takahama expulsou-a para o jardim, e do jardim para o cemitério onde posou sobre o túmulo de uma mulher por algum tempo, desaparecendo depois misteriosamente.

Ao se aproximar do túmulo, o jovem viu o nome “Akiko”, e uma inscrição constando que ela morrera aos dezoito anos de idade. Embora a sepultura estivesse coberta de musgo e sido construída há uns cinquenta anos, ele observou que ela estava rodeada de flores e que um pequeno vaso fora recentemente enchido de água.

Ao regressar, encontrou Takahama morto. Então resolveu contar a mãe o que vira no cemitério.

“Akiko”? Perguntou a mãe. “Escute, meu filho, quando seu tio era jovem, ele estava prometido para Akiko, que morreu de tuberculose pouco antes de se casarem. E quando ela deixou este mundo, seu tio decidiu morar perto de sua sepultura, fazendo votos de nunca mais se casar. Durante todos esses anos ele se manteve fiel a esse voto e guardou no coração a doce lembrança de seu único amor. Diariamente ele ia ao cemitério, rezava por ela, limpava a sepultura e depositava flores. Quando Takahama não pôde mais cumprir essa tarefa, Akiko veio buscá-lo sob a forma daquela borboleta branca.”

Pouco antes de partir para a Terra da Primavera Amarela. Takahama murmurou:

    “Onde as flores dormem,
    Graças a Deus eu dormirei esta noite.
    Borboleta, venha me buscar!”

Fonte: http://cultura-japonesa.blogspot.com.br/

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em outubro 22, 2013 em Novidades Kiboo

 

Tags: , , , ,

Halloween no Japão

ImageA festa de Halloween ou Dia das Bruxas, que teve origem nos Estados Unidos, também ganhou espaço em outras culturas e invadiu até o Japão.

Já é tradição no país a venda de enfeites e adereços com os temas do Halloween, fantasias e doces, e a produção de grandes eventos em muitas cidades japonesas, shoppings ou parques temáticos.

No Japão, além de fantasias de bruxas e monstros, muita gente aparece nas ruas vestida de robô, personagens de desenhos e filmes, papai noel e até de Branca de Neve. A maior festa acontece em Kanagawa, na saída da estação JR KAwasaki, onde por volta de 3 mil pessoas fantasiadas desfilam pelo centro comercial. O desfile conta sempre com muita animação e música. Nesse desfile, as pessoas percorrem um grande distância, cerca de 1km e meio, fantasiadas e brincando.

ImageNo Dia das Bruxas, os japoneses “aterrorizam” em passeatas de diversas regiões do país. Outra das mais tradicionais é a da cidade de Tóquio, que vai do bairro de Harajuku a Omotesando, e cujo público principal são as crianças.

Prepare a sua fantasia e aproveite o Halloween no Brasil ou no Japão! 😉

Image

 
Deixe um comentário

Publicado por em outubro 29, 2012 em Novidades Kiboo

 

Tags: , ,

Supersticiosos, e muito!

Tanto os chineses quanto os japoneses são extremamente supersticiosos. Algumas superstições são até engraçadas, outras um pouco estranhas. Mas devemos respeitá-las, afinal nós brasileiros também temos as nossas crenças. E pra falar a verdade, algumas também são bem engraçadas.

Superstições japonesas

Deitar após comer: se fizer isso, a pessoa se transformará em uma vaca (vixe, será que você já fez isso alguma vez?).

Matar uma aranha à noite dá azar: você pode perder todo o dinheiro que possui (credo!!).

Não deixe sobrar arroz no prato: quem faz isso corre o sério risco de ficar cego (então você sabe, da próxima vez coma tudinho).

Soluçar mais de 100 de vezes seguidas é sinal que você vai morrer. Que Deus nos livre e nos guarde. Amém!

Superstições chinesas

  • Se duas pessoas utilizarem a mesma água para lavar os seus rostos, elas vão brigar mais tarde.
  • Espirrar uma vez quer dizer que alguém está com saudades. Espirrar duas vezes significa que estão falando mal de você.
  • Quando os dentes de leite caem, devem ser jogados no telhado ou enterrados perto da entrada. Se não, a criança não crescerá.
  • O boi é um animal sagrado, por isso, na China é pecado comer sua carne.

 
Deixe um comentário

Publicado por em outubro 15, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , ,

Shichi Fukujin, os sete deuses da sorte

Shichi Fukujin são os sete deuses da sorte e da fortuna e precursores de conhecimento, riqueza, saúde, prosperidade, entre outros. Fazem parte da mitologia e da tradição japonesa relacionada ao Ano Novo – o Shougatsu. Assim como para nós, o Papai Noel e seu trenó, juntamente com as renas são referências do Natal, os sete deuses em sua arca, o Takarabune, que é o mesmo que arca do tesouro, são referências do Réveillon no Japão para trazer presentes, fortuna, felicidade e sorte.

Assim, é comum colocar uma imagem com as sete divindades na arca do tesouro, debaixo do travesseiro, na noite festiva, para trazer sorte para o ano que está começando. Outro fato interessante é que, entre os sete deuses, apenas o Ebisu um tem sua origem naquele país. Os outros seis são originários de outras culturas, como China e Índia, sendo assimilados ao longo dos séculos pela mitologia e cultura japonesa.

Conheça o sete deuses

Fukurokuju: Deus da felicidade, sabedoria, longevidade e fertilidade
Hotei: Deus da felicidade e abundância
Juroujin: Deus da longevidade
Bishamon: Deus da guerra e dos guerreiros
Ebisu: Deus dos pescadores, comércio e riqueza
Benzaiten: Deusa das artes e do conhecimento
Daikokuten: Deus da riqueza e prosperidade

Ebisu

O único com origem japonesa, o nome de nascimento é Hiruko e, segundo a crença, nasceu sem ossos, por causa da transgressão de sua mãe durante o ritual de casamento. Por ter nascido muito fraco e não conseguir andar, foi lançado ao mar em um barco antes de completar seu terceiro aniversário.

Um ainu – ou melhor, um índio. Sim, eles existem lá também – chamado Ebisu Saburo o encontrou e o salvou. Dessa forma, por ter vindo do mar é o deus guardião das viagens marítimas e também das plantações de arroz e agricultura em geral.

É considerado, ainda, o Deus dos pescadores, do oceano, e de crianças pequenas. Sua imagem é sempre relacionada a uma vara de pescar na mão direita e um peixe grande na esquerda. É dito ser filho de Daikokuten (Deus da riqueza e prosperidade) e, por isso, é frequentemente associado com ele.

Como se vê, a terra do sol nascente, assim como o nosso querido Brasil tem, na sua cultura, a crença em vários deuses. E viva a diversidade cultural de cada povo!

Fonte: Com informações http://www.japaoemfoco.com

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 8, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , ,

Na China, Gong bao; no Brasil, Frango Xadrez

Independentemente do nome, a iguaria é uma das mais consumidas no mundo.

Da milenar cozinha chinesa, o frango xadrez é um dos pratos mais consumidos no mundo. A combinação leva tenros pedaços de frango, acompanhados de cebola, pimentão verde e vermelho e amendoim. Tem, entre os seus ingredientes, a pimenta caiena, o que deixa a receita bem picante.

Sua origem vem da dinastia Qing, na província de Sichuan, onde um governador fez trabalhos importantes e reconhecidos pelo imperador. Por isso, recebera o título de Gong bao, o que significa protetor do palácio.

Origem

Mas, você deve estar se perguntando o que uma coisa tem a ver com a outra. Tudo! O fato é que o governador cozinhava muito bem, e para receber os amigos resolveu então inventar um prato. Não deu outra, o frango ficou famoso e passou a ser chamado de Gong bao ji ding. Em bom português, pedaços de frango do protetor do palácio.

No Ocidente, recebeu o nome de frango xadrez porque os ingredientes são cortados em quadrados e muito coloridos. A gente sabe que o nome é apenas um detalhe, pois, aqui como lá, o prato é extremamente gostoso e saudável. E uma importante fonte de proteínas, ferro e fósforo. Outro “segredinho” dessa iguaria passa pela forma de preparo. Assim, é fundamental o uso de uma panela wok, pois, é ela que dá um sabor especial ao prato e deixa o cozimento no ponto.

Agora que você já sabe um pouco mais dessa delícia da China, passe no Kiboo Sushi e faça uma viagem pelos sabores do frango xadrez.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 22, 2012 em Curiosidades da culinária

 

Tags: , , ,

Curiosidades do Japão

Os japoneses, além de terem os pratos mais deliciosos do mundo, são um dos povos com mais hábitos, manias e superstições curiosas. Conheça algumas:

– Fazer barulho para comer macarrão significa que o prato está delicioso!

– Como encontrar um endereço? A numeração é bem diferente. O número de uma casa depende do quarteirão e da ordem que foi construída. Não existem nomes de ruas, assim é comum que os japoneses desenhem mapas para estrangeiros.

– Os apartamentos em Tóquio têm, em média, 15m².

– A fruta preferida dos japoneses é o melão, por isso é possível encontrar muitos alimentos e bebidas com o sabor melão, inclusive Coca-Cola e Fanta.

– Mesmo se você perder uma carteira cheia de dinheiro, há grandes chances de recuperá-la com tudo intacto na seção de achados e perdidos da estação de trem mais próxima.

– Existe um guarda nas estações de trem cuja profissão consiste em empurrar os passageiros para dentro dos vagões devido à quantidade enorme de passageiros.

É claro que o país tem muitas outras peculiaridades, mas essas foram as que mais chamaram a atenção da equipe Kiboo Sushi. E você, o que achou?

 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 8, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , , ,

Miojo: invenção japonesa para sanar a fome no pós-guerra

Opção certa para matar a fome quando estamos sem tempo, ou, vamos confessar, nos momentos em que estamos sem disposição para cozinhar, o miojo é considerado uma das maiores invenções japonesas do século XX. O título que pode parecer absurdo, foi dado pelo New York Times e pelos próprios japoneses em uma pesquisa do Instituto de Pesquisa e Informação Mizuho. Além disso, o macarrão instantâneo é visto com tanta importância no Japão que tem até um museu que conta sua história. Mas por que ele é considerado tão importante?

Além de ser prático e simples de preparar, o macarrão instantâneo surgiu com o objetivo de combater a fome após a Segunda Guerra Mundial em 1958. Segundo o inventor do produto, Momofuku Ando, a ideia surgiu quando ele viu uma longa fila de gente esperando para conseguir uma sopa de macarrão. O “rei do lamen” concluiu então que “só haveria paz no mundo quando o povo tivesse comida suficiente“. Além disso, o miojo conquistou até o espaço. Em julho de 2005, a Nissin produziu um macarrão especialmente para ser consumido pelo astronauta japonês Soichi Noguchi, durante uma missão espacial da nave “Discovery”. Aposto que agora você vai comer miojo com mais orgulho, né?

É claro que o prato instantâneo cai bem só quando não temos como ir até o Kiboo. Temos sete opções deliciosas e nutritivas de Yakissoba, o macarrão oriental. Com certeza uma delas irá te agradar. A casa tem desde receitas com frango, passando por pratos com frutos do mar e até ingredientes vegetarianos.

 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 2, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: