RSS

Arquivo da tag: kiboo lagoa santa

Supersticiosos, e muito!

Tanto os chineses quanto os japoneses são extremamente supersticiosos. Algumas superstições são até engraçadas, outras um pouco estranhas. Mas devemos respeitá-las, afinal nós brasileiros também temos as nossas crenças. E pra falar a verdade, algumas também são bem engraçadas.

Superstições japonesas

Deitar após comer: se fizer isso, a pessoa se transformará em uma vaca (vixe, será que você já fez isso alguma vez?).

Matar uma aranha à noite dá azar: você pode perder todo o dinheiro que possui (credo!!).

Não deixe sobrar arroz no prato: quem faz isso corre o sério risco de ficar cego (então você sabe, da próxima vez coma tudinho).

Soluçar mais de 100 de vezes seguidas é sinal que você vai morrer. Que Deus nos livre e nos guarde. Amém!

Superstições chinesas

  • Se duas pessoas utilizarem a mesma água para lavar os seus rostos, elas vão brigar mais tarde.
  • Espirrar uma vez quer dizer que alguém está com saudades. Espirrar duas vezes significa que estão falando mal de você.
  • Quando os dentes de leite caem, devem ser jogados no telhado ou enterrados perto da entrada. Se não, a criança não crescerá.
  • O boi é um animal sagrado, por isso, na China é pecado comer sua carne.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em outubro 15, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , ,

China e Japão: culinária especial para crianças

Tori Fry – frango empanado.

Hoje a equipe do Kiboo vai contar pra você que é criança – ou nem tão pequeno assim – um pouquinho das muitas curiosidades e lendas sobre a culinária e a população de dois gigantes asiáticos. Ou melhor, de dois países que ficam bem distantes do Brasil, num continente chamado Ásia.

Um é o Japão, a “terra do Sol nascente”. O apelido tem origem nos ideogramas, aqueles desenhos gráficos japoneses que formam o nome do país, e que de acordo com a tradução quer dizer “origem do Sol”. Tudo a ver!

Também vamos falar da China, o país mais populoso do mundo. Lá vivem 1.343.239.923 habitantes, é quase sete vezes maior que a população do Brasil. Ufa! Quanta gente, não é mesmo?

Conhecendo as diferenças

Apesar da proximidade geográfica, o Japão e a China possuem grandes diferenças culturais, e a culinária é um desses exemplos. E para lhe ajudar, vamos listar alguns pratos e suas origens. Só não vale esquecer de uma coisa: as duas são deliciosas e muito saudáveis.

Chop suey significa “pedaços misturados”. É um prato de origem chinesa, feito com carne e legumes, e servido com algum acompanhamento, como o arroz.

Frango Xadrez

Frango Xadrez é também de origem chinesa, é feito com cubos de frango, legumes, amendoim e temperos.

Gyosa é um pequeno pastel de origem chinesa, geralmente recheado com carne de porco e legumes. Pode ser frito ou cozido no vapor, e comumente é comido com shoyu.

Sashimi é um dos pratos japoneses mais famosos, é o conhecido “peixe cru”. São fatias finas de peixe ou frutos do mar, servidos com acompanhamentos como shoyu, gengibre e wasabi (pasta de sabor picante).

Sukiyaki é um prato japonês feito com carnes, ovo, vegetais e macarrão, cozidos em um molho especial.

Sushi é um prato de origem chinesa, no século 4 a.C, no sudeste da Ásia, onde era salgado e fermentado com arroz para preservá-lo. Chegou ao Japão no século 8, onde os consumidores japoneses preferiam comer o peixe com arroz. E assim nasceu a variante moderna japonesa, pode ter diferentes formatos e acompanhamentos, mas sempre tem como base o arroz de sushi. O tipo mais conhecido é o makizushi, que são os “rolinhos” de arroz, embrulhados em alga, com recheios que podem ser de legumes ou peixes.

Ideal para as crianças

Para as crianças, os nutricionistas sugerem que se ofereçam aos pequenos os pratos quentes. O Yakisoba (macarrão, vegetais e carne com shoyu) e o Teppanyaki (legumes, carne e arroz) são considerados perfeitos em termos de nutrientes para as crianças. Eles reúnem vitaminas e minerais, proteínas e carboidratos. Já os peixes têm ômega 3, importante para o desenvolvimento neurológico. Em relação ao uso do molho shoyu, a recomendação para os papais é a versão light do molho, que contém menos sal.

Harumaki – rolinho primavera.

 

Tags: , , , ,

Na China, Gong bao; no Brasil, Frango Xadrez

Independentemente do nome, a iguaria é uma das mais consumidas no mundo.

Da milenar cozinha chinesa, o frango xadrez é um dos pratos mais consumidos no mundo. A combinação leva tenros pedaços de frango, acompanhados de cebola, pimentão verde e vermelho e amendoim. Tem, entre os seus ingredientes, a pimenta caiena, o que deixa a receita bem picante.

Sua origem vem da dinastia Qing, na província de Sichuan, onde um governador fez trabalhos importantes e reconhecidos pelo imperador. Por isso, recebera o título de Gong bao, o que significa protetor do palácio.

Origem

Mas, você deve estar se perguntando o que uma coisa tem a ver com a outra. Tudo! O fato é que o governador cozinhava muito bem, e para receber os amigos resolveu então inventar um prato. Não deu outra, o frango ficou famoso e passou a ser chamado de Gong bao ji ding. Em bom português, pedaços de frango do protetor do palácio.

No Ocidente, recebeu o nome de frango xadrez porque os ingredientes são cortados em quadrados e muito coloridos. A gente sabe que o nome é apenas um detalhe, pois, aqui como lá, o prato é extremamente gostoso e saudável. E uma importante fonte de proteínas, ferro e fósforo. Outro “segredinho” dessa iguaria passa pela forma de preparo. Assim, é fundamental o uso de uma panela wok, pois, é ela que dá um sabor especial ao prato e deixa o cozimento no ponto.

Agora que você já sabe um pouco mais dessa delícia da China, passe no Kiboo Sushi e faça uma viagem pelos sabores do frango xadrez.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 22, 2012 em Curiosidades da culinária

 

Tags: , , ,

A tradição das gueixas no Japão moderno

Este mês o Kiboo apresentou aos seus clientes uma novidade no seu visual, um adesivo decorativo que enfeita o salão e aumenta ainda mais o clima oriental da casa. Nele estão dois símbolos da cultura nipônica, as árvores cerejeiras e as gueixas (mulheres da sociedade japonesa que se dedicam às artes e à preservação das tradições daquele país. Uma gueixa se especializa em canto, dança, música e poesia para oferecer à elite local sua companhia culta e sofisticada em festas e recepções). Mas como vive esta tradição em um país cheio de tecnologia e modernidade?

Um caso bem interessante é o da gueixa de Kyoto Komono (pequeno pêssego), que nasceu no México e ingressou na profissão de uma maneira nem um pouco tradicional: pela internet.
Komono nada sabia sobre a misteriosa profissão até encontrar, em 1998, o site de Koito, uma gueixa de Kyoto que também mantinha uma okiya (casa de gueixas). Depois de três anos de trocas de e-mails, Komono se formou no colegial e aos 15 anos se dirigiu a Kyoto para se tornar uma maiko, aprendiz de gueixa.

Hoje ela tem uma rotina corrida que inclui 12 horas diárias de trabalho e estudo, pouco tempo para se trocar entre os jantares, contando com apenas dez minutos para vestir duas faixas e três quimonos que pesam cerca de sete quilos.

Não só Kyoto, mas todas as outras gueixas se preocupam com o futuro da profissão. A quantidade de integrantes do ofício chegou ao seu pico em 1928, com 80 mil gueixas, porém apenas mil restam atualmente. A concorrência de formas mais modernas de entretenimento, o medo de políticos e executivos de se envolverem em escândalos e a crise econômica (um jantar com gueixas custa cerca de 80 mil ienes por pessoa) são as principais causas do declínio da profissão.

 
 

Tags: , , , , , , , ,

Ebi Fry+Kombo 40+2 Petit Gateau por apenas R$58,60. Dá pra acreditar?

 

O final de semana vem vindo aí e a equipe do Kiboo sempre pensa em maneiras de deixar estes dias ainda mais agradáveis. A partir deste domingo o almoço e jantar dos nossos clientes fica ainda mais gostoso com a super promoção que vai até terça-feira, 29 de maio. Ebi Fry+Kombo 40+2 mini Petit Gateau sai por apenas R$58,60!

Aproveite também para conhecer nossa carta de vinhos (que é uma ótima pedida para esse climinha frio!), saborear uma sobremesa delícia e ainda conferir as novidades que temos em nosso visual!

Para participar basta ser seguidor do Kiboo nas redes sociais: Facebook, Twitter, Google+ ou newsletter e fazer reserva por telefone até 10h30 para o almoço e até 17h30 para o jantar. O telefone é: 3681-5713

 

 
1 comentário

Publicado por em maio 24, 2012 em Promoções

 

Tags: , , , , , ,

A origem do hashi

Antes de começar qualquer refeição oriental, a primeira coisa que vem à nossa mesa são os hashis. Na hora do almoço ou do jantar eles estão fazendo a “ponte” entre o alimento e nosso paladar. Pois bem, de onde vem esse costume? Reza a lenda que os hashis começaram a ser usados pelos chineses (sim, eles não são invenção dos japoneses!) no ano 2.500 antes de Cristo e que os primeiros foram utilizados como suporte para grelhar carnes sobre a brasa.

Os hashis são mais higiênicos do que os garfos e colheres e podem ser produzidos com diversos materiais, desde bambu até prata e marfim. Parece que toda a cultura culinária oriental foi de certa forma desenvolvida para ser consumida por estes palitinhos. Os alimentos são cortados em tamanhos que podem ser facilmente segurados, dispensando o uso da faca e do garfo.

E com quantos hashis se faz uma refeição? Se disse apenas um par, errou! Há palitinhos apropriados para cada tipo de comida, para cada membro da família e para cada tamanho de boca: masculina, feminina ou infantil. Dizem os japoneses que o hashi não faz parte da tradição de comer sushis e sashimis, isso é um hábito ocidental e o correto é consumir utilizando-se das mãos. Por essa você não esperava, né?

 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 24, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , , ,

Curiosidades do Japão

Os japoneses, além de terem os pratos mais deliciosos do mundo, são um dos povos com mais hábitos, manias e superstições curiosas. Conheça algumas:

– Fazer barulho para comer macarrão significa que o prato está delicioso!

– Como encontrar um endereço? A numeração é bem diferente. O número de uma casa depende do quarteirão e da ordem que foi construída. Não existem nomes de ruas, assim é comum que os japoneses desenhem mapas para estrangeiros.

– Os apartamentos em Tóquio têm, em média, 15m².

– A fruta preferida dos japoneses é o melão, por isso é possível encontrar muitos alimentos e bebidas com o sabor melão, inclusive Coca-Cola e Fanta.

– Mesmo se você perder uma carteira cheia de dinheiro, há grandes chances de recuperá-la com tudo intacto na seção de achados e perdidos da estação de trem mais próxima.

– Existe um guarda nas estações de trem cuja profissão consiste em empurrar os passageiros para dentro dos vagões devido à quantidade enorme de passageiros.

É claro que o país tem muitas outras peculiaridades, mas essas foram as que mais chamaram a atenção da equipe Kiboo Sushi. E você, o que achou?

 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 8, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: