RSS

Arquivo da tag: china

Vídeo

Festival das Lanternas na China: emoção e beleza

O Festival das Lanternas marca o último dia do período de 15 dias em que se festeja o “Ano Novo Chinês”. A prática de enviar lanternas aos céus tinha antes o objetivo de comunicação entre os moradores das cidades locais. Hoje em dia, preces são escritas nas lanternas pedindo por amor, sorte e felicidade, antes de serem enviadas aos céus. Durante 6 dias, cerca de 5000 lanternas são soltas. Em alguns lugares, o Festival é também conhecido como a versão chinesa do Valentine’s Day, um dia de celebrar o amor e afeição entre os namorados.

 
Deixe um comentário

Publicado por em janeiro 18, 2013 em Novidades Kiboo

 

Tags: , ,

Sorvete, outra delícia da China

Nem precisar esperar o verão chegar, basta o tempo esquentar e logo vem aquela vontade de tomar um sorvete. Mas há também quem goste dessa delícia gelada em qualquer época do ano. Mas, você sabia que essa guloseima veio da China? E que o sorvete que consumimos hoje teve sua origem em uma mistura de neve e frutas feita há muitos séculos?

Há mais de três mil anos

Os registros mais contundentes sobre o nascimento desta iguaria revelam que há mais de três mil anos os chineses já faziam uma espécie de doce gelado com neve e frutas. Para tanto, tinham uma técnica especial de congelamento artificial e que deu origem às caldas geladas árabes chamadas de sharbet, e que, por sua vez, mais tarde se transformaram nos famosos sorvetes franceses sem leite, os sorbets. É o que conta a Associação Brasileira da Indústria do Sorvete (Abis).

É, mas a história não para por aí. De acordo com a fabricante de sorvetes Kibon, o doce chinês surgiu de uma disputa entre os cozinheiros do palácio real que buscavam eleger o inventor da receita mais saborosa e original. A vencedora foi uma mistura de neve das montanhas, suco de frutas e mel, servida ainda gelada.

Brasil

Em terras brasileiras, o doce chegou por meio de um navio norte-americano que aportou no Rio de Janeiro, em 1835, com 270 toneladas de gelo. Na época, dois comerciantes compram o tal carregamento e passaram a vender sorvetes de frutas. Nascia então a primeira sorveteria brasileira.

Mas foi apenas em 1941 que o gelado passou a ser produzido em escala industrial no país, quando foi fundada na capital fluminense a U.S. Harkson do Brasil, nos galpões da falida fábrica Gato Preto. A fábrica, já com o selo Kibon, iniciou sua distribuição em 1942 com seus carrinhos espalhando-se por toda a cidade. E, logo depois, pelo país inteiro.

Essa é mais uma delícia – gastronômica e cultural – da China que a equipe do Kiboo Sushi traz pra você. Até semana que vem!

Fontes: http://www.bbel.com.br; http://www.buongelatto.com.br

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 19, 2012 em Curiosidades da culinária

 

Tags: , ,

O que o Japão e a China têm em comum, além dos olhos puxados

A semelhança entre chineses e japoneses vai muito além dos olhos puxados e dos cabelos pretos e lisos. Tá certo que há conflitos históricos entre os dois países, no entanto, vários hábitos e aspectos da cultura do Japão são frutos do intercâmbio com a China.

O yakisoba, por exemplo, surgiu na China e se popularizou no Japão também. A cerimônia do chá teve origem no país das grandes muralhas, mas hoje só é celebrada na terra do sol nascente. O bonsai, bastante presente no arquipélago, também se originou na China. O kangi, caracteres japoneses são uma adaptação dos ideogramas da China.

Apesar das características físicas bastante parecidas e da incorporação de vários pontos da cultura chinesa a japonesa, há controvérsias sobre a descendência chinesa dos japoneses. A hipótese mais aceita, de acordo com os estudiosos, é que os nipônicos sejam descendentes dos coreanos. Independente disso, o importante é que nós, brasileiros, já trouxemos para a mesa várias delícias que esses povos criaram.

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 3, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , , ,

Pastel: estratégia japonesa para livrar-se do preconceito no Brasil

A história do pastel começa na China, passa por Portugual, mas a receita acaba fazendo sucesso mesmo é no Brasil. Tudo começou

Qualquer semelhança com o pastel não é mera coincidência

quando os jesuítas portugueses se entrosaram com os chineses nas expedições de Portugual ao oriente  e levaram a receita dos deliciosos rolinhos de primavera para Portugual. No entanto, eles mudaram os ingredientes e os transformaram em doce feito com ovos e recheio de amêndoas, no formato dos pastéis. Até hoje, em Portugal, pastelaria significa doceira.

Por volta de 1890, com a criação de armazéns e pensões no Brasil, os chineses começaram a abrir pastelarias similares às de Portugual no país. A receita se modificou mais uma vez, adaptaram-na aos ingredientes brasileiros.

Apesar de os chineses terem trazido o pastel, foram os japoneses que o tornaram conhecido por aqui. Durante a Segunda Guerra Mundial, por causa da aliança japonesa com os alemães e italianos, os nipônicos sofriam com o preconceito dos brasileiros. Por isso, eles decidiram abrir pastelarias para se passarem por chineses.Assim, além de livrarem-se da discriminação, os japoneses fizeram do pastel um dos alimentos mais populares do Brasil.

 

Tags: , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: