RSS

Arquivo da tag: cultura

Valentine’s Day à japonesa

Hoje o blog do Kiboo, que além de ser um dos melhores restaurantes de Lagoa Santa entende de cultura oriental,  irá contar para você como é o Valentine’s Day, ou dia de São Valentim, no Japão. Diferente do que acontece no Brasil, 14 de fevereiro é o dia dos namorados na maior parte do mundo. Mas, como acontece com outras datas comemorativas no arquipélago, ela é celebrada de uma forma bem diferente.

No Japão, solteiros não têm motivos para ficarem tristes no dia dos namorados. Eles também ganham presentes mesmo que não tenham nenhum pretendente. Sim, amigos, colegas de trabalho também são presenteados. Porém, diferente do que acontece no restante do mundo, os japoneses não precisam ser criativos para presentear e o mimo agrada, principalmente, os chocólatras, pois todos ganham chocolate. Isso acontece desta forma porque foi uma fábrica de chocolate que importou a data do ocidente em 1936.

Outra diferença bastante interessante é que existem dois dias para comemorar o Valentine’s Day no Japão. Em 14 de fevereiro, apenas as mulheres presenteiam os homens, já no dia 14 de março, no White Day, é a vez dos homens. A segunda data é uma invenção de um fabricante de chocolate japonês também e, portanto, só existe na Terra do Sol Nascente.  Apesar de a data ter origem comercial, o Valentine’s Day, ou melhor, os dias de São Valentim, são comemorados com bastante entusiasmo pelos nipônicos.

Fonte: Japão em Foco

 
Deixe um comentário

Publicado por em fevereiro 14, 2012 em Comemoração, Cultura Oriental

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Os provérbios chineses

“Escolha um trabalho que ame e não terá que trabalhar um único dia em sua vida” (Confúcio). Esse é um dos famosos provérbios chineses. Apesar de terem sido proferidos pela primeira vez há milhares de anos, eles continuam atuais, pois guardam conhecimentos universais. A frase que inicia o texto é de Confúcio, filósofo Oriental. A maioria dos provérbios tem origem em importantes filósofos ou na literatura. No entanto, muitos são de origem desconhecida e foram passados de geração para geração.

Uma curiosidade interessante é que embora esses verdadeiros ensinamentos cheguem até nós através de frases, na China eles são normalmente compostos por quatro ideogramas. É o máximo de informação em um mínimo de espaço. Alguns são entendidos de imediato, outros só são compreensíveis se o intérprete souber a origem do provérbio.

KAI JUAN YOU YI
Abrir Livro Ter Benefício

Durante a dinastia Song, o imperador Taizong escolheu um grupo de intelectuais para organizar uma grande enciclopédia. Tratava-se de uma coleção de mil volumes, classificados em cinqüenta e cinco assuntos. O próprio imperador reservou-se a tarefa de ler dois ou três volumes por dia. Algumas pessoas comentaram que, tendo o imperador tantos afazeres, ser-lhe-iam muito cansativas as leituras. Ao que ele respondeu: “Estou interessado na leitura e vejo que a leitura sempre me traz benefícios. Não me sinto cansado, absolutamente”.
Por Wang Pizhi, da Dinastia Song (960-1279).

Veja outros provérbios chineses

 
Deixe um comentário

Publicado por em fevereiro 8, 2012 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , , , , ,

Aniversário do Imperador: o evento mais importante do Japão

Assim como acontece no ocidente, dezembro é tempo de celebrar um nascimento muito importante no Japão: do Imperador Akihito, dia 23. Esse dia é feriado nacional no Japão. A tradição de celebrar o aniversário do soberano máximo da Terra do Sol Nascente existe porque os japoneses consideram o Imperador um mediador entre Deus e os homens. A própria tradução do termo em japonês: Ten-nou= o rei divino, mostra esta relação.

Sua Majestade e a esposa, Michiko

Apesar de o Imperador ter um papel meramente simbólico e de limitar seu cargo a sancionar nomeações oficiais, Akhito é um verdadeiro diplomata. Conhecido por ser mais pacífico do que o antecessor, seu pai, ele aproximou a família imperial dos japoneses e o Japão dos antigos rivais, como Rússia e China.

Segundo uma pesquisa feita pelos japoneses, 81% dos nipônicos consideram que o Imperador está cumprindo seu papel como símbolo da unidade da nação.

No próximo dia 23 de dezembro, sua majestade, como é chamado, deve aparecer na sacada do Palácio Imperial, em Tóquio, ao lado de alguns familiares e, em rápidas palavras, agradecer as manifestações de carinho dos súditos. Ano passado cerca de onze mil pessoas foram saudar o Imperador. Neste ano não deve ser diferente,  milhares de japoneses devem sair as ruas, para celebrar o 78º aniversário do soberano Akhito e com um grito de viva, ou melhor, Banzai!
 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 16, 2011 em Comemoração, Cultura Oriental

 

Tags: , , , ,

Namahage: demônio japonês que espanta a preguiça

Namahage

Que os japonês são esforçados e trabalham muito todo mundo já sabe. O que é curioso é a forma como eles mostram para as crianças que preguiça é algo ruim, pelo menos na província de Akita, norte do Japão.

A criança que não é boazinha ou que é preguiçosa recebe a visita do Namahage, também chamado de oni, um tipo de demônio japonês. É claro que ele só existe no folclore oriental, mas no último dia do ano é tradição que alguém se vesta de Namahage para aparecer para algumas criancinhas.

O Namahage é uma criatura com aparência feroz, com o rosto vermelho ou azul, longos cabelos e roupas feitas de palha. É como se fosse o Bicho-papão ou o Homem do Saco do Brasil.

Ao contrário do que a cultura ocidental acredita, os demônios, no Japão, podem trazer tanto o bem quanto o mal. De acordo com os nipônicos, a aparência medonha dos oni pode espantar doenças e espíritos ruins. No caso do Namahage, espanta o espírito da preguiça e desobediência.

 
Deixe um comentário

Publicado por em novembro 24, 2011 em Cultura Oriental

 

Tags: , , ,

Você conhece alguma sushiwoman?

Foto: asiacomentada

Provavelmente muita gente nunca ouviu falar de mulheres que preparam sushi. E se dependesse da tradição japonesa lugar de mulher nunca seria na cozinha, pelo menos para esta tarefa.

De acordo com os orientais, a preparação do sushi seria uma atividade exclusivamente masculina, pois a temperatura das mãos das mulheres seria mais elevada do que a dos homens por causa dos hormônios femininos e isso afetaria o sabor do sushi.

O sushi era considerado um prato festivo, para ser saboreado em eventos e ocasiões especiais, por isso devia ser preparado por um profissional. Como as mulheres ficavam restrita aos fazeres domésticos e não podiam ser profissionais, então só existia sushiman.

 
Deixe um comentário

Publicado por em novembro 11, 2011 em Cultura Oriental

 

Tags: , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: